A responsabilidade da comunicação quando se fala de diversidade e do Orgulho LGBTQIAP+

 

28 de junho de 2022

Antes de escrever, fiz uma pequena reflexão. Quantas vezes, em uma apresentação corporativa, alguém se apresentou da seguinte maneira: “Oi, meu nome é Fulano(a), e eu sou heterossexual”?

Agora quantas vezes, antes de entrar em uma reunião, tivemos que escutar um “conselho” ou dica para segurar o jeito e engrossar a voz para falar com o cliente?

Só quem é LGBTQIAP+ sabe muito bem sobre essas peculiaridades do mundo corporativo. Mas este texto não escrevi para militar, e sim, trazer uma reflexão. Ainda temos um longo caminho a ser percorrido e muito espaço a ser conquistado. Sabemos bem, mas e qual a responsabilidade da comunicação? 

Percebemos o movimento de empresas que recebem os briefings de suas agências de comunicação e começam a colorir suas logomarcas, criar comitês, falar e abordar sobre o tema no mês de junho. Eu que já passei por algumas, presenciei e participei de planejamentos e ações para representar a diversidade da marca. Ok, sempre segurando meu jeito e engrossando a voz.  

No mês de junho, uma empresa pode abordar temas sobre diversidade, orgulho e respeito? Pode e deve! Essas ações podem ser o início para que, ao longo do ano, o respeito a seus colaboradores e a contratação de profissionais LGBTQIAP+ sejam cada vez mais efetivas. 

Neste ano, tive a missão de criar algumas comunicações para o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+. Para isso, fiz uma pesquisa e me surpreendi com dados que precisam ser mudados com certa urgência. 

Apenas 37% das empresas possuem orçamento voltado para diversidade e inclusão. Uma pesquisa da ANTRA mostra que apenas 10% das travestis e pessoas trans encontram-se empregadas no mercado de trabalho formal e 90% sobrevivem por meio da prostituição.  Já a presença em universidades representa apenas 0,2% desses estudantes.

Comunicar e ser a favor da diversidade nas redes sociais exige mais que apenas mostrar, exige respeito. Fica a reflexão e esperança para que nossas estatísticas possam crescer, assim como as cores em logomarcas vem crescendo todo mês de junho, e claro, sem precisar segurar o jeito e engrossar a voz para falar com o cliente.

 

Jean Gonsales é executivo de marketing digital na Markle Comunicação e Marketing Jurídico e pertencente a sigla LGBTQIAP+

Compartilhar